top of page
Buscar
  • Kadhine Amorim

Doma.Ovo, uma história de amor!

Atualizado: 30 de nov. de 2021

A Doma.Ovo nasceu no caos da pandemia, em 2020. Podemos dizer que foi uma alteração na rota que se transformou em caminho. Se você gosta de saber as histórias por trás de um negócio este post é para você!


Eu, Kadhine Amorim, quero te contar a nossa história, como surgiu a ideia da Doma, como escolhemos o nome, o que exatamente fazemos e outras curiosidades sobre nós e nosso trabalho.


Se sente confortavelmente, pegue um chá ou cafezinho e nos acompanhe.


Vamos começar pelo começo


Em agosto de 2016 fui para Dublin na Irlanda para o casamento de uma grande amiga, a Ju. Foi uma viagem entre amigas e com a minha mãe. Eu sempre tive o hábito de viajar com a minha mãe. É realmente muito divertido e temos boas memórias das nossas andanças pelo mundo.


Tivemos algumas programações para visitar pontos turístico da região. Um dos passeios foi ao Vale de Glendalough - um lugar lindíssimo. No caminho de volta paramos em alguns pubs, passamos pelo mais antigo de Dublin e continuamos a saga. Mau sabia eu que este dia mudaria para sempre a minha vida para sempre. Foi uma noite ímpar, por vários motivos.


Depois de tentarmos encontrar algum lugar com pessoas, chegamos ao Whelan's, o único que esteva cheio em uma terça feira. Conhecemos um brasileiro, claro, o Kingler, que é do Maranhão, e ele me levou para falar com seus amigos tchecos. Na hora que vi, aqueles dois caras tomando shots de Capitan Morgan e sorrindo, confesso que foi difícil escolher para que lado olhar, mas não teve jeito, fiquei hipnotizada com o barbudo, o Jan Kluk, o chefe. Conversa vai, conversa vem, deu match. E assim começou a nossa história.


Esta foto é do dia que nos conhecemos.


Nos conhecemos em agosto, mantivemos contato por WhatsApp e em novembro ele veio para o Brasil pela primeira vez. Muitas coisas aconteceram, mas como diz o ditado: O que tiver que ser, será.


E acredite, foi. Viajamos para a Chapada dos Veadeiros em Goiás. Consegui mostrar um pouquinho das belezas do nosso país e o chefe, que não é bobo, disse que viria morar aqui.


A vinda do chefe para o Brasil


Na hora eu não acreditei, pensei, nossa, esse é doido, mas em março de 2017 ele chegou de mala e cuia e, com um estagio voluntário confirmado, no premiado restaurante D.O.M., do mestre Alex Atala.


Para trabalhar lá ele precisou tirar a barba, foi um marco, risos. Foram 3 meses de estágio e, no final do contrato, conversou com o Alex e pediu um emprego. Foi contratado para ser chefe no D.O.M. No começo trabalhou na praça de entradas, depois peixes e por último carnes. Foi uma experiência muito enriquecedora para o chefe. Imagina, trabalhar com um dos melhores cozinheiros do mundo que tem como temática a culinária brasileira. Fantástico! Muitos aprendizados.


Em agosto de 2018, descobrimos que estávamos grávidos, e, para nossa surpresa, de gêmeos. Tivemos que repensar todos nossos planos. Seria muito difícil viabilizar as nossas vidas com dois bebês e um trabalho que demandava tantas horas por dia. O chef fazia questão de participar ativamente na vida dos filhos.




Decidimos empreender juntos! Como eu já tinha um Hostel, o Aki Hostel, que era um empreendimento grande, com 21 quartos, área de camping urbano e espaço de eventos chegamos à conclusão que poderíamos dar um ar mais sofisticado ao espaço de eventos abrindo um bistrô com brunch aos sábados, o Malý Ráj.


Foi uma fase muito desafiadora. Montamos a cozinha, construimos um cardápio - tivemos que conciliar café da manhã, almoço, happy hour e brunch - contratamos equipe e começamos a trabalhar juntos.


Atendíamos ao público interno do Hostel, aos eventos (aniversários, eventos corporativos), todas as quintas feiras recebíamos um grupo de Stand Up Comedy, liderado pelo querido Fábio Lins.





Foi uma excelente experiência, mas não deu certo. Percebemos que o negócio não ia bem e decidimos encerrar a operação. E precisaríamos buscar um novo caminho. O Leo, chefe que trabalhou com o Jan no restaurante D.O.M., o convidou para participar de uma entrevista para trabalhar em um novo restaurante de uma grande rede. Seria uma nova excelente alternativa. O chefe foi, faltava apenas o exame médio e, chegou a pandemia...


Uma nova mudança de planos


Agora, estávamos os dois em casa, com dois filhos e sem saber o que fazer. Morávamos em São Paulo, na casa da minha mãe, junto com meu avô e tia, uma grande e amada família.


Observamos alguns pontos que nos fizeram refletir:

  • Aumento das pessoas cozinhando em casa

  • Aumento de deliveries

  • Aumento de restaurantes oferecendo opções de menus para finalização em casa

  • Não queríamos pensar em um novo restaurante ou estabelecimento físico que ficasse aberto aos finais de semana ou até tarde. Afinal, viemos de hotelaria e da gastronomia

Mas, uma coisa nós sempre soubemos queríamos unir todos nossos sonhos em um projeto: gastronomia, hospitalidade, turismo e, o mais importante de tudo, aproveitar nossos filhos, juntos.


E assim, surgiu a ideia da Doma.Ovo


Uma empresa que tem como propósito transformar momentos em saborosas memórias.


Entre outubro de 2020 e abril de 2021 testamos nossa ideia com amigos e familiares em São Paulo. Nos mudamos para Florianópolis em maio e iniciamos uma nova fase em nossas vidas.


Empreender em família é um desafio imenso que tem seus lados positivos e negativos, mas estamos seguros que para nossa vida é o melhor a ser feito.


Aos pouco contaremos mais sobre a Doma.Ovo. Queremos utilizar este espaço para divulgar nosso trabalho, receitas e te ajudar como pudermos.




Se você gostou de saber nossa história deixa um comentário. Queremos saber o que você achou!


Um abração e até breve!


Não esquece de nos seguir nas redes sociais e acompanhar o conteúdo que criamos com muito carinho para você.


Instagram: @doma.ovo


E se quiser falar conosco é só mandar um e-mail para: doma.ovo@gmail.com


| (48) 9 8833-5018

| Campeche - SC













26 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comentários


bottom of page